Logotipo Abrap

Associação Brasileira de Prefeituras

Notícias na Abrap

Câmara aprova projeto que inclui cerca de 80 municípios de MG e ES na Sudene

Câmara aprova projeto que inclui cerca de 80 municípios de MG e ES na Sudene

Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta terça (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (31) um projeto que inclui cerca de 80 municípios de Minas Gerais e Espírito Santo na área de abrangência da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

O texto foi aprovado por 294 votos a 41 (com 4 abstenções) e agora seguirá para análise do Senado.

A Sudene é uma autarquia vinculada ao Ministério da Integração Nacional e concede benefícios fiscais para empresas com o objetivo de estimular o desenvolvimento regional.

Também cabe à Sudene definir as metas econômicas e sociais para desenvolver a região Nordeste do país.

Atualmente, a superintendência abrange totalmente os estados de Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Mas, desde 2007, a Sudene também abrange, parcialmente, os estados de Minas Gerais e Espírito Santo – ceca de 200 cidades nos dois estados.

Se o projeto aprovado nesta terça virar lei, esse número vai subir para cerca de 280.

 

Bate-boca

 

A proposta estava na pauta do plenário da Câmara havia várias semanas, mas outros temas considerados prioritários acabavam passando na frente na fila de votação.

Mineiro e um dos maiores defensores do projeto, o vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB), que conduzia os trabalhos, esticou a sessão desta terça para garantir a votação.

Ramalho está como presidente interino da Câmara porque Rodrigo Maia (DEM-RJ) está em viagem oficial no exterior.

Durante a votação, ele chegou a bater boca no plenário com o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), contrário ao projeto por entender que o projeto poderá retirar recursos de municípios nordestinos.

O bate boca foi o segundo envolvendo Fábio Ramalho durante a sessão. Poucas horas antes ele já havia gritado com o presidente do Congresso, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para que não houvesse sessão conjunta de deputados e senadores.

Fonte: https://g1.globo.com/politica/noticia/camara-aprova-projeto-...